#89

Boletim #89 (27 de agosto de 2021)

Coimbra polo de Cultura e Desenvolvimento




Coimbra polo de Cultura e Desenvolvimento: Juntos Somos Coimbra apresenta 112 medidas para “recolocar Coimbra no lugar que merece” O Programa de Candidatura da coligação Juntos Somos Coimbra, sob o lema "Coimbra polo de Cultura e Desenvolvimento", apresenta 112 medidas urgentes para repor Coimbra num ciclo de prosperidade e desenvolvimento sustentável, para recolocar Coimbra no lugar que merece.

A ideia nuclear da estratégia de desenvolvimento para Coimbra da coligação Juntos Somos Coimbra é a fusão entre a Cultura e o Conhecimento, de que Coimbra dispõe destacadamente em Portugal, em resultado da sua história e da produção dos seus setores de atividade mais avançados, e a Tecnologia, que igualmente floresce em Coimbra e abre aos centros urbanos da nossa dimensão a hipótese de se projetarem para todo o planeta. É uma fervilhante filosofia proativa e cosmopolita, aberta ao mundo, às pessoas, às artes, à cultura, à inovação, às novas ideias, ao investimento e ao empreendedorismo, assente na vontade de fazer a diferença em direção ao futuro para promover o desenvolvimento sustentável de Coimbra.

Este programa tem um horizonte de oito anos e é um programa sempre aberto à contribuição da sociedade e à evolução das circunstâncias e que poderá receber novas ideias das pessoas e instituições com quem continuamos a desenvolver um intenso e profícuo diálogo.

Somos a primeira candidatura a apresentar o seu programa às eleições do próximo dia 26 de setembro, mais de um mês antes do dia das eleições, em mais uma prova de pujança desta candidatura, que traz a Coimbra a esperança de um futuro de efetiva prosperidade.

O discurso de José Manuel Silva de apresentação do programa pode ser visto aqui.

Ver o programa na íntegra aqui.

José Manuel Silva é o candidato indicado pelos 7 partidos da Coligação. Juntos Somos Coimbra a inovar e a fazer história: “É assim que queremos Coimbra”

O Tribunal Judicial da Comarca de Coimbra considerou válido o facto de José Manuel Silva, candidato à presidência da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) pela coligação Juntos Somos Coimbra, ser indicado pelos sete partidos que compõem a coligação. Assim, José Manuel Silva é o candidato de sete partidos (PSD, CDS-PP, Nós, Cidadãos!, PPM, Aliança, RiR e Volt) e não apenas de um partido, como muitos fizeram acreditar.

Esta decisão representa uma clara inovação no sistema político democrático português, pois é a primeira vez que tal ocorre, e representa mais um passo, com grande significado, no caminho da afirmação da união da coligação Juntos Somos Coimbra, que muitos tentaram contestar sem sucesso. José Manuel Silva congratula-se por esta decisão inovadora, sublinhando o facto de a coligação Juntos Somos Coimbra estar a “inovar” e a “fazer história”. “É assim que queremos Coimbra”, deseja o candidato. “Aquilo que alguns diziam ser impossível e ilegal, é afinal possível e legal”, destaca.




Cartoon da autoria do Movimento Humor

Ler mais informação aqui.

PMAC: Somos Coimbra desafia CMC a tornar públicos contributos enviados pelos munícipes e entidades

Na última Reunião de Câmara, realizada no dia 16 de agosto, foi apresentado o Programa Municipal para as Alterações Climáticas (PMAC).

O Somos Coimbra sublinhou a extrema relevância para o desenvolvimento estratégico e sustentado do concelho de Coimbra, englobando medidas transversais aos vários setores que permitirão mitigar os efeitos das alterações climáticas e adaptar o território de Coimbra para as enfrentar, tornando-o mais resiliente. E enalteceu também o trabalho desenvolvido pela equipa de projeto, que em época de pandemia e de confinamento, de forma coordenada, envolveu a participação de diversos serviços da CMC.

No entanto, o Somos Coimbra deu conta que, nesta versão final, é impossível avaliar a relevância dos contributos enviados pelos diferentes munícipes e entidades que participaram na fase de consulta pública, nem a forma como esses contributos foram integrados no documento final. Também a identificação das novas 17 medidas adicionais incorporadas no programa se torna uma tarefa complexa e morosa.

Assim, o Movimento desafiou a autarquia a tornar esses contributos públicos.

Ler intervenção na íntegra aqui.


"Coimbra carece efetivamente de planos que promovam a aproximação da cidade ao rio"

Na sequência da ação de destruição da galeria ripícola, levada a cabo pela CMC em março passado, junto à praia do Rebolim e do impacto que essa ação teve na comunidade local, a Câmara, na última Reunião de Câmara, procurou mitigar essa destruição através de uma ação que, apesar de relevante e urgente, peca pela forma como pretende ser levada a cabo, tal como salientou a vereadora Ana Bastos.

Coimbra carece efetivamente de planos que promovam a aproximação da cidade ao rio, tirando partido da água corrente e de qualidade, bem como do magnifico espelho de água existente. Coimbra carece de ações que conjuguem a requalificação ambiental e paisagística daquele espaço, com a recuperação da vegetação ribeirinha e com a fruição urbana, numa ótica de recreio e lazer. Coimbra carece de projetos que induzam os seus habitantes a usufruir do seu rio, ao invés de procurarem outros espelhos de água em municípios vizinhos, e que contribuam para atrair novos públicos a nível regional e nacional.

Nesse sentido, Ana Bastos recordou uma proposta já apresentada pela mega coligação Juntos Somos Coimbra: “Proteger e preservar as galerias ripícolas do Mondego e construir um grande parque urbano em cada uma das margens, com ligação entre si, e torná-lo navegável para além da Ponte da Portela”.

Ainda na última Reunião de Câmara, na sua intervenção inicial, Ana Bastos recordou que, para assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, no passado dia 28 de julho, a coligação Juntos Somos Coimbra visitou a praia do Rebolim e fez um passeio pela margem direita do rio Mondego até à Portela. Infelizmente, foi possível constatar que mais de 80% das cerca de 300 árvores plantadas pela CMC em abril já morreram, identificando-se umas poucas em estado debilitado e em franco risco de virem a morrer. Ana Bastos apelou a que fossem feitos todos os esforços pela autarquia para salvar as árvores que ainda resistem.

Ler intervenção na íntegra aqui.


"Como apoiar os jovens no acesso à habitação?” - Contributo do Somos Coimbra para a Coolectiva

A Coolectiva perguntou às diversas forças políticas da cidade "Como apoiar os jovens no acesso à habitação?", no âmbito da rubrica "Questões Coimbrãs". Ana Bastos, vereadora do Somos Coimbra, respondeu em nome do Movimento.

Ana Bastos começou por alertar que “segundo dados oficiais da PORDATA, entre 2001 e 2019, Coimbra perdeu 54% dos jovens com idades entre os 25 e 29 anos, por falta de oportunidades para se fixarem no concelho. Apesar de dispormos de uma Universidade secular e de um Hospital de referência, o concelho é pautado pela falta de emprego, de segurança e de desafios que incentivem os jovens a cá permanecer”.

Sublinhando que é urgente “inverter esta tendência”, Ana Bastos sugere: “a CMC deve promover e incentivar à estabilidade das rendas de forma a evitar a gentrificação dos jovens do centro urbano e de controlar a especulação imobiliária. Tirando partido do programa 1º direito, devem ser criadas novas soluções como parques habitacionais público e cooperativo, aquisição e mobilização do património devoluto e a reabilitação de edifícios municipais, para arrendamento a custos acessíveis. Deve ser controlada a iniciativa privada, impondo aos complexos habitacionais a alocação de uma percentagem do investimento a habitação acessível, podendo ser adquirida pela autarquia e transformada em arrendamento de baixo custo”, entre outras medidas.

“Só a adoção de uma estratégia proactiva e integrada, poderá contribuir para a fixação de massa crítica, para a atração e o regresso dos jovens, entretanto emigrados”, conclui a vereadora.

Ler contributo na íntegra aqui.



Visitas e reuniões recentes da Coligação Juntos Somos Coimbra

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em visita ao Carmelo de Santa Teresa

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com a Associação Académica de Coimbra – Organismo Autónomo de Futebol

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com a Metro Mondego

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com a Cooperativa Agrícola de Coimbra

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com a Casa dos Pobres

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com Associações de Moradores

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com a MCoutinho

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com a Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros em Coimbra

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com o Centro Social Nossa Senhora da Conceição

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em diálogo com o Centro Social e Cultural 25 de Abril

José Manuel Silva e a coligação Juntos Somos Coimbra em visita a Rio de Galinhas

Posts recentes

Ver tudo