Boletim #29 (3 de julho de 2020)

Transportes na zona norte do concelho: População em protesto

 

 


Transportes na zona norte do concelho: População em protesto
A população da Mata de S. Pedro, na União de Freguesias de Souselas e Botão, está em desespero com a falta de transportes coletivos que permitam a deslocação da localidade até à cidade, tal como o Somos Coimbra já tinha dado conta. Para mostrar o descontentamento com a situação que se arrasta há anos e que se agravou nos últimos meses, 21 residentes na União de Freguesias de Souselas e Botão tentaram aceder à sessão da Assembleia Municipal de Coimbra realizada, na passada segunda-feira, na antiga igreja do Convento de S. Francisco. Foram impedidos de entrar mas mantiveram-se em protesto junto à porta onde decorria a Assembleia Municipal, acompanhados do presidente da União de Freguesias, Rui Soares, eleito pelo movimento Somos Coimbra.

Segundo Rui Soares, esta situação “já se arrasta há anos”. A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) foi alertada em 2018 para a necessidade de alargar a rede transportes dos SMTUC a esta União de Freguesias, mas nada fez, tendo inclusivamente agravado a situação ao suprimir as duas únicas carreiras municipais existentes e ao manter as poucas carreiras inter-municipais concessionadas à Transdev. Só na zona sul do concelho, também por alerta do Somos Coimbra, foi feita a incorporação na rede dos SMTUC. Agora, face à pandemia da COVID-19, a Transdev entrou em layoff e deixou de servir a população da União de Freguesias e a CMC nada fez para assegurar o serviço, apesar dos pedidos do responsável da freguesia.

Os protestantes acabaram por ser ouvidos pelo presidente e vice-presidente da CMC, que tentaram desresponsabilizar a autarquia remetendo para a Transdev e para a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, como se a responsabilidade não fosse das suas próprias decisões. O Somos Coimbra aproveitou para desafiar o PS para um debate sobre “transportes e SMTUC na Mata de São Pedro”, tal como noticiou o “Diário de Coimbra”, desafio a que a CMC respondeu com o habitual silêncio, característico de quem sabe que não tem razão.
Na Assembleia Municipal, na intervenção inicial de Filomena Girão, líder dos eleitos do Movimento Somos Coimbra, este tema também esteve em destaque. “Este problema – inadmissível em pleno século XXI – não é exclusivo das pessoas que vivem naquela zona do concelho. É um problema de todos nós e, por isso, é nosso dever exigir a sua rápida resolução. É isso que lhe pedimos hoje, mais uma vez”, apelou Filomena Girão.

Ler  intervenção de Filomena Girão completa aqui.

Por uma reflexão sobre o futuro da Saúde em Coimbra e na Região Centro e pela defesa dos Covões

Coimbra precisa de recriar e reinventar o Hospital dos Covões e a Saúde em Coimbra, para não perder tanto os Covões como os HUC, sob pena de se apequenar cada vez mais e se tornar uma cidadezinha, com muita história e valoroso passado, mas cada vez menos futuro.
Não basta gritar para que não se destruam os Covões, pedir os Covões como há 50 anos como se o tempo andasse para trás, não basta organizar manifestações com algumas centenas de pessoas e apelar aos mais demagogos populismos.

É necessária uma estratégia, de ideias inovadoras, de propostas concretas que despertem o interesse nacional e garantam o futuro da Saúde em Coimbra. Nesse sentido, o Somos Coimbra propôs na Assembleia Municipal, em acrescento à Moção apresentada pelo PSD, uma linha estratégica para o Hospital dos Covões, na área da geriatria e gerontologia.

O Somos Coimbra propõe que os Covões mantenham a sua urgência médico-cirúrgica (aberta 24h/dia), tão importante para as populações da margem esquerda do Mondego e até porque a urgência dos HUC está congestionada, propomos que o Hospital se diferencie no seguimento do doente crónico em clínicas multidisciplinares, muitos doentes crónicos estão a ser seguidos em condições físicas indignas nos HUC, propomos que nos Covões se desenvolva o mais importante polo geriátrico do país, tendo por referência o que de melhor se vai fazendo noutros países, propomos que o Hospital mantenha as suas fortes valências de Cardiologia, Medicina Interna, Cirurgia Geral e Ortopedia e acrescente, pelo menos a Fisiatria, propomos que otimize o seguimento do doente em ambulatório, com consultas de todas as especialidades e com a sua qualificadíssima Cirurgia do ambulatório. Tudo isto em complementaridade com os HUC.

Ler mais informação aqui.

Somos Coimbra promoveu tertúlia online sobre estratégias para o turismo
Ontem, o Somos Coimbra promoveu uma tertúlia online, através da sua página no Facebook, com o mote “Que estratégias para Coimbra e para a sua Universidade atraírem visitantes?”.
O tema, a propósito do atual contexto de forte condicionamento para o turismo devido à pandemia instalada de Covid-19, serviu de base para uma conversa rica em soluções para os novos tempos que se seguem. Do painel faziam parte Assunção Ataíde, presidente da Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra, Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro, e Luís Simões da Silva, vice-reitor da Universidade de Coimbra (UC), com a moderação a cargo de João Gabriel Silva, ex-reitor da UC. Houve ainda espaço para um momento de resposta aos comentários e perguntas feitos através do Facebook. E a tertúlia terminou com uma intervenção do coordenador do Somos Coimbra, José Manuel Silva.

Ler mais informação aqui.

Campeonato Nacional de Enduro decide-se no próximo domingo em Souselas

Souselas vai receber, no próximo domingo, a última prova da temporada do Campeonato Nacional de Enduro. Com o cancelamento da ronda de Águeda, por não estarem reunidas as condições necessárias, a temporada fica completa com apenas quatro rondas, o que faz com que os campeões do Campeonato Nacional de Enduro sejam conhecidos em Souselas.
Para a prova são esperados cerca de centena e meia de pilotos e todas as atenções vão estar na luta pelo título. Para tal, foi desenhado um percurso com 46 quilómetros por todo o concelho de Coimbra, com arranque previsto às 10h00.

Recorde-se que esta não é a primeira vez que a União de Freguesias de Souselas e Botão acolhe provas de desportos motorizados. Em junho, a Art of Speed e a União de Freguesias de Souselas e Botão proporcionaram uma manhã intensa de testes a cinco equipas que vão alinhar no Rali de Castelo Branco. No asfalto da estrada da Mata de S. Pedro os pilotos aferiram o físico e as afinações dos motores, como noticiado aqui.

Mais informação aqui.