Somos Coimbra promoveu tertúlia online sobre estratégias para o turismo



Ontem, o Somos Coimbra promoveu uma tertúlia online, através da Página de Facebook do Movimento, com o mote “Que estratégias para Coimbra e para a sua Universidade atraírem visitantes?”.


O tema, a propósito do atual contexto de forte condicionamento para o turismo devido à pandemia instalada de Covid-19, serviu de base para uma conversa rica em soluções para os novos tempos que se seguem.


Do painel faziam parte Assunção Ataíde, presidente da Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro, e Luís Simões da Silva, vice-reitor da Universidade de Coimbra (UC), com a moderação a cargo de João Gabriel Silva, ex-reitor da UC. Houve ainda espaço para um momento de resposta aos comentários e perguntas feitos através do Facebook. E a tertúlia terminou com uma intervenção do coordenador do Somos Coimbra, José Manuel Silva.


O presidente do Turismo Centro surpreendeu ao dizer que a marca Coimbra não sai afetada no seu âmago com esta pandemia, ao contrário do que aconteceu nos incêndios de 2017 ou na Tempestade Leslie, e sublinhou também a dependência do setor face ao retorno do tráfego aéreo. Ainda assim, Pedro Machado referiu que é fundamental que o turismo conte e capte com o mercado interno para a sua retoma.


O vice-reitor da UC responsável pelo turismo avançou com algumas das medidas tomadas pela Universidade para estes tempos, nomeadamente a gestão online da bilhética ou de um gabinete de curiosidades, entre outros. Luís Simões da Silva salientou também as fortes preocupações com a saúde pública e destacou a implementação de várias medidas que possam diminuir o risco.


Por sua vez, a presidente da APBC orientou a sua intervenção para o setor do comércio, um dos que considera mais afetado com esta nova realidade e sublinhou a necessidade de criar a marca “Baixa de Coimbra”. De forma a inverter esta tendência, Assunção Ataíde avançou que a Agência está a apostar em várias ações de formação para tornar o comércio da Baixa mais apto às novas realidades digitais e está ainda a apostar na produção de eventos, como o Festival das Sopas ou dos dias com “Happy Hour”, evento que vai avançar para já sem o apoio da Câmara Municipal de Coimbra.


Em jeito de resumo, após um espaço dedicado às respostas dos oradores para os comentários e questões que foram surgindo no Facebook, José Manuel Silva destacou a importância das sinergias para a retoma do setor: “Coimbra precisa de fomentar as parcerias a todos os níveis. A par disso, o vereador da CMC referiu ainda a necessidade de melhorar as acessibilidades: a criação de uma estação intermodal, a promoção de melhorias substanciais no aeródromo Bissaya Barreto, a melhoria das acessibilidades rodoviárias à Europa, foram alguns dos exemplos referidos.


Pode ver a tertúlia na íntegra aqui:


SIGA-NOS

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • YouTube - círculo cinza

© 2019  Movimento Somos Coimbra