José Manuel Silva: "Algumas palavras sobre o escândalo político da semana"



3ª parte da intervenção do vereador José Manuel Silva, na Reunião de Câmara de 8 de março de 2021


Algumas palavras sobre o escândalo político da semana, que determinou a renúncia do ex-vereador Jorge Alves, com uma saudação ao novo vereador e um reconhecimento ao ‘movimento HUMOR’, que prestou um importante serviço cívico a Coimbra.


Não vale a pena alongar-me sobre o sucedido, pois as principais questões essenciais são conhecidas de todos. Porém, não posso deixar de proceder a algumas considerações.


O ex-vereador Jorge Alves já era vogal dos SMTUC desde 2013, pelo que, quando o Sr. Presidente e o Sr. Vice-Presidente visitaram a empresa STRA, em 2017, nesta pequena cidade de Coimbra, não havia como não saberem que a mesma era pertença do filho e do sobrinho do ex-vereador. Ninguém acredita que não soubessem e não conhecessem bem os familiares do ex-vereador. Por isso mesmo, depois da reportagem da SIC, se apressaram a retirar as fotos comprometedoras do Portal da Câmara, mas já tarde demais.


Exatamente pelas mesmas razões, ninguém acredita que os outros dois elementos do CA do SMTUC de nada soubessem, surpreendendo que, tendo participado da decisão de contratar a STRA, conforme consta nas respetivas atas, não retirem daí, de imediato, as devidas consequências políticas.


Registamos ainda que, ao contrário do que é habitual e saudável no Estado de Direito Democrático, para além do Ministério Público, ao qual serão obrigados a prestar declarações, o Presidente e o Vice-Presidente da Câmara se recusem a dar explicações ao povo de Coimbra sobre esta vergonhosa situação e o seu grau de conhecimento da família do ex-vereador.


Porque agora se adensam as dúvidas sobre outros contratos, contratações e nomeações e só assim será possível entender as razões mais profundas dos graves problemas dos SMTUC e apurar as devidas responsabilidades, nomeadamente porque estão sempre tantos autocarros avariados e ficam tantos horários por realizar, prejudicando gravemente os utentes, o Somos Coimbra exige a realização de uma auditoria externa e independente à gestão dos SMTUC, de forma a quebrar a trajetória de decomposição em que se encontram os serviços e os elevados prejuízos anuais dos SMTUC, em resultado de uma gestão incompetente e pouco ética. Se esta auditoria não for feita, todos retiraremos daí as nossas conclusões.


Finalmente, requeremos que nos seja entregue, nos prazos legais, o relatório relativo à utilização, funcionamento, resultados e destino do sistema e aparelhos contratualizados pelos SMTUC à STRA. Uma outra questão que urge esclarecer imediatamente: estes aparelhos ainda se encontram instalados ou foram muito recentemente retirados?

Aguardaremos serenamente os resultados da investigação do Ministério Público.



Leia a primeira parte da intervenção do vereador José Manuel Silva aqui.

Leia a segunda parte da intervenção do vereador José Manuel Silva aqui.