Boletim #73 (7 de maio de 2021)

“Somos a coligação Juntos Somos Coimbra”

“Somos a coligação Juntos Somos Coimbra”

«Estamos juntos, reunidos aqui para apresentar a coligação que vai conduzir Coimbra no caminho do desenvolvimento, do crescimento e da afirmação nacional e internacional.

Estamos aqui reunidos porque juntos somos

a força de uma energia nova,

o rosto da capacidade de diálogo,

e a vontade necessária para construir um projeto inovador, inclusivo e abrangente

Estamos aqui reunidos porque os superiores interesses e necessidades de Coimbra congregaram, a diversidade, o respeito e o entendimento de 8 (oito) forças políticas que hoje criam a maior coligação que alguma vez se candidatou aos órgãos autárquicos do nosso concelho.

Estamos aqui reunidos em nome dos cidadãos de Coimbra para mudar e melhorar a Câmara Municipal e projetar Coimbra para o futuro.

Estamos aqui reunidos porque queremos prestar um serviço público a Coimbra, melhorando a terra que amamos e onde queremos que os nossos filhos e netos tenham oportunidades de emprego e de vida.

Juntos, aqui reunidos... E a partir de hoje, Coimbra fica a saber que há uma força política, e só uma, unida, capaz, e preparada para melhorar o nosso concelho e recolocar Coimbra no lugar que merece.

Somos a coligação Juntos Somos Coimbra

Cartoon da autoria do Movimento Humor

Ler discurso completo aqui.

Como pode a autarquia contribuir para a criação de emprego? - Contributo do SC para a Coolectiva

A Coolectiva perguntou às diversas forças políticas da cidade "Como pode a autarquia contribuir para a criação de emprego em Coimbra?", no âmbito da rubrica "Questões Coimbrãs". João Gabriel Silva, membro da Comissão Política do Somos Coimbra, respondeu em nome do Movimento.

João Gabriel Silva começou por recordar o Perfil Municipal de Saúde, apresentado pela CMC há poucas semanas, e lançou um alerta: “Para defender os empregos públicos Coimbra tem de estancar o decréscimo populacional e voltar a crescer”.

Graças ao seu sistema de ensino superior e serviços de saúde de grande qualidade, boa infraestrutura cultural, boas condições ambientais, boa integração na rede de transportes nacional, Coimbra dispõe das condições estruturais necessárias ao investimento criador de emprego. O gargalo é a atitude da atual gestão autárquica, com tempos de resposta enormes e uma capacidade infindável para criar obstáculos a toda a gente, numa postura autoritária e centralista. A Câmara de Coimbra tem de deixar de ser um grande obstáculo a vencer, para passar a ser uma aliada empenhada dos investimentos criadores de emprego”, afirma João Gabriel Silva.

Ler contributo na íntegra aqui.

Plano Municipal para a Igualdade: Oportunidade para a construção de uma sociedade justa e equitativa

Na última Reunião de Câmara, foi apresentada a proposta da CMC do apoio técnico à elaboração e monitorização da execução e avaliação do Plano Municipal para a Igualdade.

O Somos Coimbra entendeu que o desenvolvimento deste projeto potencia a criação de uma equipa multidisciplinar competente e capaz de elaborar, monitorizar, executar e avaliar um plano que permita, não só, aferir e diagnosticar problemas atuais; mas sobretudo que aponte caminhos e ações eficazes de implementação nos diferentes domínios de intervenção.

Pela relevância do projeto para a construção de uma sociedade justa e equitativa, o Somos Coimbra votou favoravelmente a candidatura, a comparticipação municipal e o correspondente acordo de colaboração.

Ler intervenção na íntegra aqui.

Ana Bastos em entrevista à TSF: Os desafios dos transportes e a mobilidade urbana
Na passada semana, no âmbito da rubrica da TSF “Desafios do Urbanismo”, a vereadora Ana Bastos falou a propósito dos desafios dos transportes e da mobilidade urbana.

Segundo Ana Bastos, um bom sistema de transportes públicos “é a espinha dorsal de qualquer cidade”. A vereadora acrescenta ainda que o transporte coletivo “deve ser o meio privilegiado de mobilidade urbana”.
Ana Bastos fez ainda questão de centrar as atenções em Coimbra, ao recordar o exemplo do MetroBus. Segundo a especialista em transportes, “não é a solução que Coimbra precisava e merecia”, mas é melhor alguma coisa do que nada e, devidamente corrigidos diversos problemas já identificados mas só parcialmente resolvidos, pode contribuir “para a alteração de paradigma a nível local”. Ana Bastos referiu ainda o caso da Estação de Coimbra B para dar conta de mais um caso que “fica aquém do esperado pela cidade”.

Ouvir entrevista aqui.

Empreitada Centro Escolar de Cernache: "As famílias de Cernache merecem mais e melhor"

Na última Reunião de Câmara foi aprovada a abertura de Procedimento de Concurso Público da Empreitada Centro Escolar de Cernache, com a abstenção do Somos Coimbra.

O Somos Coimbra considera um erro de planeamento a construção de um novo centro escolar, sem reserva de capacidade, que permita responder ao eventual crescimento do número de alunos. Também o facto de não se saber como vai funcionar a EB1 de Casconha durante o período de construção, gera ainda mais dúvidas em todo este processo.

Face a todas as dúvidas e condicionantes apresentadas pelos vereadores do Somos Coimbra na última Reunião de Câmara, que não tiveram qualquer esclarecimento, e porque as famílias de Cernache merecem mais e melhor, o Somos Coimbra absteve-se nesta votação.

Ler intervenção na íntegra aqui.

Somos Coimbra insta CMC a aprovar, com carácter de urgência, a intervenção na curva da Zouparria

A já famosa Curva da Zouparria, na União de Freguesias de Souselas e Botão, voltou a estar em destaque na última Reunião de Câmara. No período de intervenções iniciais, a vereadora Ana Bastos voltou a questionar o presidente da CMC, Manuel Machado, sobre o estado do processo.

O Somos Coimbra defende que a proposta de uma variante naquele local, apresentada em março passado por Manuel Machado, não é uma solução alternativa à correção da curva da Zouparria; mas sim uma intervenção complementar. A intervenção na curva deve ser imediata e a variante poderá ser uma solução a médio prazo.
Face aos riscos eminentes de segurança rodoviária e em particular o atropelamento de vulneráveis, estando o projeto consolidado e as verbas cabimentadas, o Somos Coimbra instou o presidente da autarquia a aprovar, com carácter de urgência, a intervenção na curva da Zouparria, e a abster-se de criar mais dificuldades.

Ler intervenção na íntegra aqui.

IMG-20210506-WA0006.jpg