Somos Coimbra insta CMC a aprovar, com carácter de urgência, a intervenção na curva da Zouparria


2ª parte da intervenção inicial da vereadora Ana Bastos na Reunião de Câmara de 26 de abril de 2021

Por fim, voltemos à curva da Zouparria. Na reunião de 8 de março, o Sr. Presidente sugeriu o estudo de uma variante àquele lugar, a partir de Sargento-Mor, dadas as condições de circulação deficitárias daquele eixo. Sem prejuízo de, a prazo, essa variante vir a ser concretizada, o que permitirá desviar o tráfego de atravessamento do centro urbano condicionado da Zouparria, é certo que quer os peões, quer os transportes públicos, pela sua proximidade à população, irão continuar a usar o atual arruamento, o que robustece a necessidade urgente de execução da correção e o alargamento da curva e da construção do correspondente passeio de ligação à escola.


O Somos Coimbra defende que não se trata de soluções alternativas, mas sim de intervenções complementares entre si: a intervenção na curva, enquanto ação imediata, e a variante como solução a médio prazo. Com a entrada ao serviço das carreiras dos SMTUC, é ainda premente disciplinar a passagem alternada dos autocarros no trecho urbano mais condicionado da Zouparria, pelo que importa avançar urgentemente com a instalação de um sistema de semáforos de sentido reversível e a gestão do estacionamento local.


Face aos riscos eminentes de segurança rodoviária e em particular o atropelamento de vulneráveis, estando o projeto consolidado e as verbas cabimentadas, instamos o Sr. Presidente a aprovar, com carácter de urgência, a intervenção na curva da Zouparria, ao mesmo tempo que os serviços técnicos executam o projeto da correspondente variante.


Pode ler a 1ª parte da intervenção inicial da vereadora Ana Bastos aqui.