Boletim #30 (10 de julho de 2020)

Cheque em branco na Câmara Municipal de Coimbra

 

 


CMC aprova concurso para Empreitada de Conservação Corrente da Rede Viária no valor de 5,3 milhões de euros sem justificar para onde se destina
A coligação PS-PCP que dirige a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) levou, mais uma vez, a aprovação do Executivo Camarário um processo profundamente incompleto: não identifica qualquer local onde vá ser feita a dita manutenção. O Presidente da autarquia, quando confrontado com a situação pelo Somos Coimbra, recusou-se a prestar informações adicionais, convidando a oposição a votar contra, caso não se sentisse confortável. Quando era oposição o PS manifestava-se contra estes procedimentos e exigia conhecer o nome das ruas a serem intervencionadas. Que distância entre o que se diz e o que se faz!
Coloca-se assim a concurso uma empreitada de valor colossal, de âmbito de aplicação alargado a todo o concelho de Coimbra, sem ouvir os presidentes das Juntas de Freguesia, nem dar a conhecer ao executivo os trabalhos e a lista de ruas, estradas ou becos que irão ser contempladas por esta mega intervenção de manutenção e conservação, nem os estudos técnicos justificativos, pois tem havido muito dinheiro deitado à rua em intervenções desnecessárias ou mal projetadas.

A interpretação só pode ser uma - com as eleições à porta, o Presidente da Câmara quer um cheque em branco para distribuir benesses arbitrárias, a seu bel-prazer. Começou a campanha eleitoral do PS, com o dinheiro da Câmara; a habitual ‘política do alcatrão’ distribuído ad hoc, em que a Câmara de Coimbra é especialista nos anos eleitorais.
O Somos Coimbra reprova este tipo de procedimentos, num total desrespeito pelos princípios técnicos para a reabilitação de pavimentos rodoviários e defende a devida planificação dos trabalhos, assentes num processo de priorização de intervenções, tendo por base uma avaliação técnica baseada em modelos de degradação das estruturas de pavimentos, definindo para cada arruamento o reforço estrutural adequado, numa ótica de otimização global dos recursos financeiros disponíveis.

Ler mais informação aqui.

Localidades de Almalaguês (Portela do Casal Novo, Casal Novo, Abelheira, Braçais e Trémoa) ainda sem saneamento

Os conimbricenses residentes no Casal Novo, Portela do Casal Novo, Abelheira, Braçais e Trémoa, freguesia de Almalaguês, continuam privados de um dos direitos tido como 'inquestionáveis', após o 25 de Abril, ou seja, ter água e saneamento nas suas casas. 

Alegadamente, a Águas de Coimbra tem um estudo de avaliação para a viabilização da instalação de saneamento nas povoações em referência, porém, este investimento só será realizado se existir um ponto de entrega - a ETAR de Vale de Açor, a construir pela Águas do Centro Litoral (Grupo Águas de Portugal), um investimento público que nunca mais é concretizado, não tendo sequer custos muitos elevados. 

Lamentavelmente, a Câmara Municipal de Coimbra não é capaz de exigir que esse investimento seja feito, continuando o concelho de Coimbra a ser preterido face a outros concelhos, por falta de intervenção e interesse político do PS de Coimbra. 

Curiosamente, estes munícipes pagam a taxa fixa de saneamento, o que apenas lhes dá direito a dois vazamentos de fossa, por ano.

Ler mais informação aqui.

Eleições internas Somos Coimbra: Lista apresentada

Ontem, dia 9 de julho, terminou o prazo de apresentação das listas candidatas à eleição do Coordenador e da Comissão Política do Movimento Somos Coimbra para o próximo triénio. Foi apresentada uma lista única que tem como moção “Pela afirmação de Coimbra e pelo desenvolvimento de todo o concelho”, encabeçada por José Manuel Silva.
Recorde-se que o processo eleitoral decorre entre as 9h00 de 17 de julho e as 22h00 de 18 de julho, com cerca de 250 integrantes do Grupo de Cidadãos Eleitores Somos Coimbra. A eleição vai decorrer por via digital, através da internet, num processo inovador em Portugal. Usa uma plataforma internacional reconhecida, que dá todas as garantias de rigor e confidencialidade, podendo cada um votar pelo computador ou por smartphone, o que permite uma maior participação e cumpre estritamente as recomendações das autoridades de saúde.

O regulamento eleitoral em vigor pode ser consultado aqui. Todas as restantes informações de suporte a este processo eleitoral interno podem ser vistas aqui.

Ler a moção apresentada completa aqui.

Somos Coimbra em visita às freguesias

Os vereadores do Somos Coimbra têm estado a visitar várias freguesias do concelho, nomeadamente as mais periféricas, de modo a tomar contacto com os problemas que estas enfrentam e a reconhecer com detalhe o trabalho feito pelos responsáveis do Somos Coimbra nos vários locais.
Por exemplo, na semana passada, foi tempo de visitar São Martinho de Árvore, onde o Somos Coimbra percebeu que as populações mais envelhecidas desesperam por transportes públicos. A perda da extensão do Centro de Saúde, os parcos transportes e a falta de melhoramentos e investimento na freguesia, de onde os jovens cada vez mais se afastam, por falta de alternativas, foram as queixas mais ouvidas, como pode ver aqui. Infelizmente, particularmente no que diz respeito aos transportes, a coligação PS-PCP da CMC, por opção própria e consciente, abandonou a zona norte do concelho, recusando cobri-la pela rede dos SMTUC, recusando investir em mais carreiras e horários, acabando mesmo por se demitir das suas responsabilidades ao transferir a gestão dos transportes, naquela zona, para CIM-RC.
Recentemente, os vereadores foram também à Aldeia do Carvalho, em Ceira. Lá longe e sem transportes, esquecida e partida na fronteira dos concelhos de Coimbra e Poiares, repousa esta aldeia linda, pacata e serena, guardiã da memória do grave acidente aéreo de 1955. Foi como subir ao topo do mundo, apreciando deslumbrantes paisagens pelo caminho, como pode ver aqui.

Esta segunda-feira, foi a vez de visitar São Silvestre, onde a Junta de Freguesia tem um terreno abandonado e sem destino há muitos anos, depois de o ter adquirido por várias dezenas de milhares de euros. Com graves problemas de trânsito, devido ao estacionamento e à passagem de camiões, o que espera a Junta para regular o trânsito e/ou o estacionamento na rua 25 de abril? A Junta Freguesia de São Silvestre, inexplicavelmente, nada faz, apesar de múltiplas vezes alertada pelas pessoas afetadas, como pode ver aqui.