Boletim #17 (10 de abril de 2020)

Somos Coimbra propõe à CMC 47 Medidas Municipais de Emergência

 

 

 

 

 

 


Somos Coimbra propõe à CMC 47 Medidas Municipais de Emergência

Preocupados com as previsíveis consequências da pandemia provocada pela COVID-19 na vida social e económica dos munícipes do concelho de Coimbra, o Somos Coimbra, numa postura colaborativa e solidária com a Câmara Municipal de Coimbra (CMC), apresentou um conjunto de 47 medidas municipais de emergência. As medidas propostas, sendo na sua maioria novas, acrescem às medidas já anunciadas pela CMC, com uma parte das quais o Movimento está inteiramente de acordo.

O Somos Coimbra propõe que as medidas de mitigação dos efeitos da pandemia sejam financiadas com um orçamento de pelo menos 5 milhões de euros. Este valor será proveniente dos 1,2 milhões de euros que a CMC terá de receita adicional este ano em comparação com 2019, em resultado de não ter havido devolução de 0,5% do IRS aos munícipes, mais outro tanto que, já na altura da decisão na Assembleia Municipal, o Movimento entendia que a Câmara podia dispor. Dada a situação de emergência que o país enfrenta, o Somos Coimbra entende ser de fazer um esforço adicional, elevando a previsão de financiamento para um total equivalente a cerca de 2% do IRS pago no concelho, o que corresponde a aproximadamente 5 milhões de euros. Este montante é facilmente suportado pelas contas da Câmara Municipal, que dispõe de reservas de cerca de 40 milhões de euros.

As 47 propostas dividem-se em medidas transversais, de saúde pública, de funcionamento da CMC, de apoio social às famílias, bem como apoio a IPSS, empresas e agentes culturais.

O Movimento manifesta um reconhecimento especial a todos os profissionais de saúde, proteção civil, forças de segurança, exército e a todos os cidadãos, que de forma conjunta têm demonstrado estar à altura das exigências do momento, ao acatarem, na sua esmagadora maioria, as recomendações gerais emanadas pela OMS, pelas autoridades de saúde nacionais e órgãos de soberania, neste que é um dos momentos difícil da nossa vida coletiva.

Ler as 47 medidas na íntegra aqui.

Câmara Municipal de Coimbra contraria o “#Fiqueemcasa”

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) e da Associação Nacional de Municípios Portugueses, Manuel Machado, voltou a contrariar as orientações da Estado Português e da Organização Mundial de Saúde e decidiu que "até ao limite do possível" as reuniões devem continuar a ser presenciais, mesmo quando podem ser a distância. É este o seu entendimento sobre o Estado de Emergência, nos termos de um despacho emitido em resposta ao pedido dos vereadores da oposição no sentido de as reuniões da CMC serem por videoconferência, ou que pelo menos fosse permitido que alguns vereadores estivessem ligados eletronicamente.

O Movimento Somos Coimbra manifestou a sua total e absoluta discordância em relação a este comportamento, que considera um péssimo sinal que é dado a todos os portugueses, que fazem um sacrifício diário para garantir distanciamento social e sofrem as crescentes e graves consequências sociais, pessoais e económicas da situação atual. Os próprios trabalhadores da CMC são colocados desnecessariamente em risco.

Ler mais informação aqui.

Somos Coimbra deseja uma Páscoa feliz em tempos de confinamento

O Movimento Somos Coimbra faz votos de uma Páscoa feliz, apesar dos tempos de confinamento vividos em função da pandemia de coronavírus. De forma a evitar a propagação mais acelerada do vírus, o Somos Coimbra relembra ainda as recomendações mais essenciais da OMS e da DGS: distanciamento social, proteja-se a si e aos outros, mantenha-se em casa.

Ler todos os conselhos aqui.