Convento São Francisco: Números anunciados pela CMC representam apenas 5% da capacidade instalada

1ª parte da intervenção inicial do vereador José Manuel Silva na Reunião de Câmara de 12 de abril de 2021


Segundo a comunicação social, o Convento São Francisco recebeu 335 mil pessoas em cinco anos e a Câmara regozijou-se muito com este número.


Ora, somando a lotação oficial das 12 salas de eventos e reuniões do Convento, a ocupação máxima durante estes 5 anos, a 360 dias por ano, com um único evento diário por sala, isto sem contar com os espaços exteriores nem com o café concerto, a livraria ou a Blackbox, seria de 6381000 pessoas.


Isto significa que as 335mil pessoas que a Câmara anunciou pomposamente terem passado pelo Convento São Francisco durante estes 5 anos representam apenas 5% da capacidade instalada, o que é realmente muito poucochinho. Uma taxa de utilização de 5% não é gestão, não é cultura, não é política de congressos, mesmo descontado o ano da pandemia! Daqui decorre o enorme prejuízo anual que gera, que estimamos na ordem dos 2 milhões de euros, além de contribuir pouco para o dinamismo económico, cultural, artístico e turístico de Coimbra.

Fica assim amplamente demonstrado que a criação de uma unidade orgânica específica para o Convento São Francisco deu péssimos resultados e que o potencial do Convento está a ser desperdiçado em 95%, devido à gestão patologicamente centralista, castradora e medíocre da coligação PS-PCP, não por responsabilidade dos trabalhadores. O Convento e Coimbra não podem continuar a ser governados com esta chocante taxa de desperdício!


Assim, propomos que seja dada uma verdadeira autonomia de decisão e organização à equipa de gestão do Convento, ou, como já propusemos anteriormente, que seja avaliada a criação de uma empresa municipal para gerir esta importantíssima estrutura, cujos lugares devem ser preenchidos por concurso aberto, transparente e com júri externo e de reconhecido mérito.


Cálculos:

Antiga igreja do convento: 402 lugares

Grande auditório: 1125

Sala Aeminium: 561

Sala Almedina: 226

Sala Centro: 60

Sala Conventual: 170

Sala D. Dinis: 60

Sala D. Pedro: 60

Sala Inês de Castro: 100

Sala Mondego: 561

Sala Sofia: 160

Sala Terceira: 60

= 3545 x 360 x 5 = 6381000



Pode ler a 2ª parte da intervenção inicial do vereador José Manuel Silva aqui.

Pode ler a 3ª parte da intervenção inicial do vereador José Manuel Silva aqui.