Somos Coimbra em visita ao Dianteiro, um lugar sem saneamento de águas residuais



Ainda antes do confinamento, e continuando o trabalho de aproximação a todas as freguesias do concelho, os vereadores do Somos Coimbra visitaram o lugar do Dianteiro, na Freguesia de Torres do Mondego.


Com esta visita, o Somos Coimbra pode perceber que esta é ainda uma aldeia sem saneamento de águas residuais. Nesse sentido, o Somos Coimbra sugere que a rede de saneamento de águas residuais que serve o Dianteiro e lugares circundantes seja imediatamente ligada ao coletor central, construído há mais de quatro anos.


Os vereadores do Somos Coimbra ficaram chocados ao ouvir um munícipe relatar que paga 89 euros por mês, dez meses por ano, pois só tem direito a dois serviços gratuitos, para ver a sua fossa esvaziada. Também aqui as desigualdades sociais são perversas, pois quem tem fossas mais pequenas, por viver em casas mais pobres e antigas, tem de pagar mais vezes.


Outra consequência são as “escorrências domésticas” que correm pelas valetas, pois as pessoas fazem o que podem para evitar encher as suas fossas muito rapidamente, com sérios prejuízos para a saúde pública.


O Somos Coimbra entende que Dianteiro, um lugar de contrastes, de pequenas ruas e paisagens deslumbrantes, precisa de mais atenção da Junta de Freguesia de Torres do Mondego e da Câmara Municipal de Coimbra.