SC apoia a abertura do Jardim Botânico à cidade e sugere elevador panorâmico na Rua da Alegria

Intervenção dos vereadores do Somos Coimbra sobre a Celebração de “Contrato de Cooperação Interadministrativa sobre o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra”, apresentada na Reunião de Câmara de 24 de maio



O Somos Coimbra saúda a celebração deste protocolo e o reforço da relação institucional entre a UC e a CMC. Independentemente do modo de funcionamento do sistema da ECOVIA, reconhece-se a necessidade de se fortalecer a ligação entre a alta e a baixa da cidade, mediante a disponibilização de meios mecânicos que facilitem a acessibilidade e promovam a intermodalidade e a inclusão. Assim, e para além do Parque Verde do Mondego que disponibiliza umas centenas de lugares de estacionamento, situa-se igualmente na zona baixa, a estação do parque do MetroBus, onde se concentra um potencial de transbordo que importa promover e acentuar.


Nesse sentido, o Somos Coimbra apoia a abertura do Jardim Botânico à cidade e à circulação de linhas de miniautocarros elétricos urbanos, reforçando a linha do botânico, de forma a salvaguardar uma elevada frequência, bem como a criação de circuitos pedonais, inseridos em espaço atrativo e saudável, tirando partido daquele património natural. Por se tratar de circuitos não cicláveis (pelo menos para a generalidade da população), recomenda-se que os veículos sejam providos de dispositivos que permitam, de forma ágil, o transporte gratuito de bicicletas, numa ação complementar de intermodalidade e de promoção do uso de modos suaves.


Contudo, e face às inclinações longitudinais envolvidas, às implicações que esse desnível acentuado assume em termos de consumo de energia das baterias dos miniautocarros, às limitações físicas dos circuitos e nos danos que a tração longitudinal assume na degradação dos pavimentos dos caminhos, o Somos Coimbra defende que deve ser revisitada e reestudada a hipótese de ligação alternativa, discutida há décadas, através da materialização de um elevador ou de um funicular panorâmico, com origem na Rua da Alegria.


Esta solução direta, económica e ambientalmente mais eficiente a longo prazo, revela-se atrativa e funcional para responder às viagens pendulares pedonais ou cicláveis, com origem ou destino no Polo I, funcionando de forma complementar ao programado elevador das Escadas Monumentais, ao mesmo tempo que permite reduzir drasticamente os tempos de viagem das deslocações com origem no troço suburbano do MetroBus e na zona nascente da cidade.


Simultaneamente, e desde que devidamente integrada com a passagem superior pedonal sobre a Avª da Lousã e em interligação com a ponte pedonal Pedro e Inês, esta solução afirma-se com grande potencial turístico, permitindo desfrutar de uma vista panorâmica única sobre o Rio Mondego, Parque Verde e margem esquerda da cidade. Ao proporcionar uma ligação prática e segura entre o campus Universitário e a zona ribeirinha, esta solução permitirá dinamizar o espaço das docas e fomentar a criação de novas rotas turísticas, constituindo-se ainda como um impulso à economia local.


Tratando-se de um projeto que, em muito pode contribuir para a criação de um novo marco na imagem da cidade, desafiamos o Sr. Presidente a abrir um concurso de ideias para estudo de soluções alternativas e criativas, que permitam articular a vertente da mobilidade ativa e o turismo, podendo o meio mecânico passar pelo elevador, funicular ou por um teleférico.


Tal como temos defendido, importa que esta câmara seja detentora de ideias e de projetos amadurecidos de forma a tirar o máximo potencial de oportunidades e de fontes de financiamento que se venham a proporcionar. Este é um projeto que seguramente poderá ser enquadrado nos Programas Operacionais do próximo Portugal 2030, indo ao encontro das diretivas estabelecidas pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 131/2019.


Esta constatação não invalida que, até lá, em alternativa ou em complemento, não se proporcione essa ligação, por via terrestre, pelo que iremos votar favoravelmente esta proposta.

Os vereadores do Somos Coimbra


Ana Bastos

José Manuel Silva


24 de maio de 2021