Rui Soares em entrevista à RUC: "O intuito é sempre fazer o melhor pelas pessoas"



Recentemente, Rui Soares, presidente da Junta da União de Freguesias (UF) de Souselas e Botão, esteve nos estúdios da Rádio Universidade de Coimbra (RUC), no programa "Observatório", para o habitual comentário à atualidade da cidade ou ainda ao panorama nacional. O presidente, eleito pelo Movimento Somos Coimbra, abordou os temas quentes das Grandes Opções do Plano e Orçamento da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) para 2021 ou ainda o processo de transferência de competências do Município para as freguesias. Segundo Rui Soares, o orçamento para as juntas de freguesia continua a ser "muito escasso", mesmo este tratando-se do maior orçamento da autarquia, o que, na sua opinião, vai empobrecendo sobretudo as freguesias periféricas.


É para contrariar esta tendência e para efetivar o papel do executivo das freguesias - o da proximidade com as pessoas - que Rui Soares pretende um processo de transferência de competências para a sua UF muito mais ambicioso, do que proposto pelo CMC. "Com a descentralização podia resolver-se muita coisa", desabafa o autarca, dando conta da "ginástica financeira" a que é obrigado face as escassas receitas próprias da UF. "As Juntas funcionam para resolver os problemas, agora têm é de ter mais autonomia", explica Rui Soares, ao sublinhar que a CMC está a fazer o contrário desse caminho, retirando competências às freguesias.


Dando conta do seu trabalho de proximidade com a população, Rui Soares dá ainda um exemplo recente que obrigou a Junta de Freguesia a resolver um problema que não é da sua competência. Mas, segundo o presidente da UF de Souselas e Botão, o que interessa é "servir as pessoas". Quando o Centro de Saúde de Souselas teve de fechar por falta de funcionários, e face à falta de resposta da ARS Centro e da ACES do Baixo Mondego, foi a Junta que disponibilizou a sua colaboradora para substituir a funcionária em falta e permitir, desta forma, que os fregueses continuem a poder ir ao Centro de Saúde sem qualquer bloqueio.


Afinal, "o intuito é sempre fazer o melhor pelas pessoas", realça Rui Soares.


Pode ouvir o comentário de Rui Soares na íntegra aqui.