"Falta a Coimbra uma política de proteção civil com uma visão a médio e longo prazo"


Intervenção do Somos Coimbra sobre a Operacionalização do Centro de Meios Aéreos no Aeródromo Municipal Bissaya Barreto – Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais 2021, apresentado na Reunião de Câmara de 22 de março

No âmbito do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) 2021, no sentido da operacionalização do Centro de Meios Aéreos (CMA) no Aeródromo Municipal Bissaya Barreto, mais uma vez continuamos a remediar e remendar grande parte destas questões e problemas, por incúria da Câmara Municipal de Coimbra e da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), tais como a colocação de contentores e cedência de espaços não preparados para tal, enquanto se mantém um edifício principal, há vários anos com inúmeras patologias, sem qualquer intervenção de fundo. Repete-se, ano após ano a mesma tramitação, obrigando as várias entidades a andar com a "trouxa às costas”, como forma de providenciar algum conforto aos operacionais.


Já no ano passado foi veiculado que iriam ser realizadas obras na casa do guarda, para poder alojar os operacionais dos bombeiros sapadores, Serviço de Brigadas, considerado obrigatório aquando da permanência deste tipo de meios aéreos no aeródromo, para permitir aumentar a categoria de operação. Mas tudo permanece igual!


Também o veículo utilizado pelo Serviço de Brigadas (VUCI-Veiculo urbano de combate a incêndios, pertencente à CMBS), apesar de não reunir as características necessárias para a missão de serviço de brigadas, foi afetado como um desenrasque provisório, desenrasque que se está a tornar permanente.


Falta a Coimbra uma política de proteção civil com uma visão a médio e longo prazo para integrar estas valências em definitivo.

Nesse sentido, o Somos Coimbra recomenda que seja estudada a construção de um hangar onde possam ser alojadas com qualidade todas estas sinergias de forma conjunta e integrada e assim permitir uma maior interação entre as entidades envolvidas, beneficiando a articulação e o desempenho global do serviço.


É lamentável que o Partido Socialista, que prometeu, e falhou, que ia construir até ao final deste mandato um aeroporto em Cernache, depois de deixar caducar a certificação do aeródromo, entretanto recuperada com a realização atrasada das imprescindíveis obras de manutenção, revele a sua profunda incompetência para, em conjunto com a ANEPC, criar condições dignas para operacionalização do CMA do DECIR.


Percebe-se assim, e a culpa é da coligação PS-PCP que governa esta Câmara há 8 longos anos, porque é que o Comando Regional do Centro da ANEPC foi instalado em Viseu, em detrimento de Coimbra, que assim permanece dolorosamente um concelho em perda contínua.



Os vereadores do Somos Coimbra

Ana Bastos José Manuel Silva

22 de março de 2021

SIGA-NOS

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • YouTube - círculo cinza

© 2019  Movimento Somos Coimbra