500 postos de trabalho em Estarreja, nada para Coimbra

O concelho de Coimbra está a perder a sua juventude a um ritmo sem paralelo em Portugal (ver detalhes aqui), por falta de emprego.


Em contraste, a Câmara Municipal de Estarreja anunciou recentemente um grande sucesso: a criação em breve de 500 postos de trabalho pela Ineos. A empresa britânica vai começar a construir, ainda este semestre, uma grande fábrica automóvel no concelho de Estarreja, para entrar em produção em 2022. A fábrica vai trabalhar em conjunto com um outro grande investimento paralelo, no país de Gales, como descrito pela Ineos aqui. As primeiras ofertas de emprego já estão ativas: https://ineosgrenadier.com/careers#joblist


O representante da Ineos justifica a escolha de Estarreja pela "qualidade e a atenção que há em Estarreja [que] é exatamente o que procuramos e acreditamos que pode resultar muito bem para a nossa empresa”. Acrescenta a Ineos que "A existência de mão-de-obra qualificada, a boa rede de fornecedores de componentes e a colaboração das autoridades locais foram “fatores decisivos” para que a fábrica viesse para Portugal".


Com efeito, os investidores procuram, antes de mais, autarquias que se empenhem em ajudar a resolver os inúmeros problemas que sempre surgem nas novas iniciativas, particularmente as de grande dimensão. Quando encontram autarcas como os do Partido Socialista de Coimbra que, ao longo de 25 anos de gestão da cidade, nunca se empenharam na atração de investimento e na criação de emprego, afastam-se rapidamente para outras paragens.


O Movimento Somos Coimbra, em contraste, dará total prioridade à criação de emprego, para que os nossos jovens não tenham de continuar a sair de Coimbra por falta de emprego, e para que jovens de outras zonas se venham fixar cá.



Projeção da fábrica. Imagem da Ineos

SIGA-NOS

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • YouTube - círculo cinza

© 2019  Movimento Somos Coimbra