"O Movimento não irá perder as suas características próprias, bem vincadas na nossa genética"



Muito se tem especulado sobre uma alegada perda de identidade do Somos Coimbra em função dos entendimentos pré-eleitorais que foram alcançados e estão ainda a ser trabalhados, no sentido de construir uma vasta plataforma/coligação inovadora para vencer as eleições autárquicas e desenvolver Coimbra, respeitando todos os que a integram e conforme aquilo que a legislação eleitoral obriga. Por esta razão, entendemos que os nossos simpatizantes e seguidores nos merecem uma palavra tranquilizadora.


Queremos afirmar categoricamente aos simpatizantes do Somos Coimbra que o Movimento não irá perder as suas características próprias, bem vincadas na nossa genética com o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos quatro anos, e que continuará a defender os princípios e valores que presidiram à sua criação e que todos reconhecem. A prática assim o irá demonstrar de forma cabal. Também Marcelo Rebelo de Sousa foi apoiado na sua eleição presidencial por vários partidos e muitos políticos socialistas e não perdeu a sua independência. De igual forma, Rui Moreira, no Porto, é apoiado pelo CDS e não perde a sua independência.


A plataforma que estamos a construir é a única solução que nos permite corresponder aos apelos insistentes dos munícipes para assumirmos a responsabilidade de concretizar os desígnios do movimento: transformar, dinamizar e modernizar a Câmara, a cidade e o concelho de Coimbra.


Como é normal em democracia, alguns críticos e adversários políticos procuram apoucar e colocar em causa a coerência do Somos Coimbra, quiçá com o imenso receio da onda de esperança e entusiasmo que esta congregação de forças políticas está a despertar na cidade, e que nos poderá efetivamente conduzir à vitória, para bem de Coimbra.


É oportuno recordar que a moção de estratégia, com o título “Pela afirmação de Coimbra e pelo desenvolvimento de todo o concelho”, votada e aprovada nas eleições internas do Somos Coimbra, em julho de 2020, afirmava que:

"Na génese do movimento Somos Coimbra esteve, em 2016, a sentida necessidade de fomentar um amplo consenso que permitisse a criação de uma plataforma alargada para apresentação de uma candidatura alternativa e ganhadora às eleições autárquicas no concelho de Coimbra. Não existem dúvidas sobre a necessidade de alterar o rumo do concelho de Coimbra, que prossegue desde há vários anos num contínuo decaimento político, económico, demográfico, cultural e social. Urge definir novas estratégias que projetem a cidade para o futuro, num caminho de desenvolvimento. … No prosseguimento do seu objetivo de trabalhar para recuperar o prestígio do passado e acelerar o desenvolvimento rumo ao futuro, promovendo um melhor lugar no todo nacional e a globalização de Coimbra, o movimento estará sempre disponível para procurar consensos alargados com outros movimentos ou partidos políticos, sem aceitar projetos que representem uma secundarização ao partidarismo que impera em Portugal e recusando quaisquer ligações a grupos extremistas. …”


O que foi votado é exatamente o que está a ser cumprido, com toda a coerência. Por Coimbra, iremos prosseguir este trabalho com seriedade, empenho e independência, em diálogo franco e construtivo com os nossos parceiros e com todo(a)s o(a)s munícipes.

Somos Coimbra

19 de março de 2021

SIGA-NOS

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • YouTube - círculo cinza

© 2019  Movimento Somos Coimbra