Falta de apoio da Câmara Municipal de Coimbra a associações de animais é notória


Fotografias da sessão, promovida pelo Somos Coimbra


O Somos Coimbra promoveu, no passado dia 8 de fevereiro, no CatCafé Pet and Tea, a tertúlia “Animais silvestres e assilvestrados em meio urbano”. A iniciativa, que teve a moderação de Inês Cabral, contou com a participação de oradores das associações Gatos Urbanos, AGIR, SourePatas e Movimento de Proteção às Matilhas de Coimbra e contou ainda com contributos de outras associações ou até do PAN. A sessão, bastante participada, contou ainda com ricos contributos por parte da assistência.


As dificuldades sentidas pelas associações foram o tema dominante da tertúlia, a par das referências à falta de apoio da Câmara Municipal de Coimbra. Segundo as associações de Coimbra presentes, as dificuldades que têm em chegar aos responsáveis do município são recorrentes, o que as impossibilita de conseguir um trabalho mais eficaz na resposta ao socorro e resgate animal. Desta forma, face às dificuldades sentidas, é cada vez mais difícil para estas entidades garantir uma resposta saudável e eficaz, que seja a desejável a nível de saúde pública para uma cidade como Coimbra.


Contrariamente ao que acontece em Coimbra, foram reportados os casos de Soure e de Miranda do Corvo, em que as associações contam com um forte apoio dos municípios, o que lhes permite um trabalho mais abrangente e eficaz na resposta aos animais.


A questão da obrigatoriedade de colocação de chip nos animais de rua socorridos pelas associações foi outro dos temas em destaque. As associações consideram que esta exigência é contraproducente para o estado atual do socorro animal no país e reconhecem que mais prioritária que esta questão seria mesmo a vacinação.


Presentes na sessão, os vereadores do Somos Coimbra, Ana Bastos e José Manuel Silva, garantiram às associações levar todas as considerações ao município de Coimbra, de forma a aliviar o trabalho destas. José Manuel Silva fez ainda questão de agradecer publicamente o “nobre trabalho” feito pelas associações em prol da saúde pública dos munícipes de Coimbra.