Alteração de percurso da linha 41 "feita de forma cega, sem qualquer noção do que se perde ou ganha"

Posição do Somos Coimbra sobre a proposta de alteração de percurso da linha n.º 41, apresentada na Reunião de Câmara de 6 de setembro de 2021




O Somos Coimbra quer relembrar que continua a aguardar o relatório de monitorização da alteração do trajeto desta linha, aprovada em 22/1/2018, para servir a rotunda das Lajes. Afinal, qual foi o ganho em nº de passageiros diários? Para quando a proposta de alteração definitiva, uma vez que a mesma foi aprovada a título experimental?


Relativamente à proposta agora apresentada, defendemos a aproximação das linhas, e em particular das paragens, das populações. Contudo, e mais uma vez, essa alteração é feita de forma cega, sem qualquer noção do que se perde ou ganha. Em média, quantas pessoas entravam e saíam nas 3 paragens da Estrada da Mina, ou seja, no trecho de ligação a ser abandonado?


Que medidas serão tomadas para facilitar a acessibilidades entre as paragens abandonadas e as novas a criar?

Face às características físicas do trajeto alternativo proposto, designadamente do Caminho da Raposa, que não apresenta condições para circulação dos autocarros, qual a implicação da alteração de mais de 800 metros de trajeto, em termos de tempo de percurso?